Categorias
Twitter
Links:


Busca

A história do funk no Brasil

claudinho e buchecha

HISTÓRIA DO FUNK NO BRASIL

O funk conhecido no Brasil, é originário das favelas do Rio de Janeiro e iniciou na década de 80. Embora o seu nome seja igual ao funk praticado nos EUA, os ritmos são totalmente diferentes. Essa mudança aconteceu na década de 70, quando os DJ`s que tocavam os bailes nas favelas, procuraram adicionar um pouco do ritmo da música negra ao black, soul e o proprio funk americano que tocava nos bailes da época.

A partir da década de 80 os bailes funks começaram a sair das favelas, e se espalharam por todo o Rio de Janeiro. As letras das músicas falavam do cotidiano do povo, a maioria pessoas pobres. Como os bailes eram frequentados por várias comunidades, muitas vezes surgiam brigas entre estas, o que acabou gerando muitas músicas com temas de paz.

Já na década de 90, o funk era uma realidade no Rio de Janeiro e começava a se espalhar aos poucos para outros lugares do país. Gritos de guerra como “Uh, tererê” e “Ah eu to maluco” viraram moda. Em 1996 a dupla Claudinho e Buchecha estourou com a música “Conquista”, botando de vez o funk entre os gêneros mais tocados  nas rádios de todo o país.

No começo dos anos 2000, nomes como o Bonde do Tigrão fizeram um grande sucesso, participando quase que semanalmente de programas como o Domingo do Gugu, no canal SBT. Nessa época, as letras tinham um apelo sexual muito grande. Já no meio da década os bailes funk invadiram as casas de show e boates da elite, virando moda entre jovens da classe alta.

O funk continua até hoje em alta em todo o país, principalmente no Rio de Janeiro, embora ainda seja alvo de grande preconceito por suas letras com um grande apelo sexual, a violência e muitas vezes, até as drogas.

2 comentários to “A história do funk no Brasil”

Deixe seu comentário


8 − 1 =